Poisé. 1 ano depois, eu ainda não superei. E uma das coisas que eu mais ouvi depois de meu post de indignação foi “ah, faz melhor então” ou “tá, então como você resolveria sem viagem no tempo”? Bem, cá estou, agora de cabeça mais fria, tentando responder a essas questões.

Primeiramente, é importante um pouco de contexto. Como muitos da minha geração, eu cresci lendo os gibis da Marvel e no caso particular da Trilogia do Infinito, sempre foi uma das minhas histórias preferidas. Não pela história em si, mas sempre gostei desse lado “espacial” da Marvel e Thanos sempre foi um dos meus vilões favoritos.

Então, pense na minha empolgação quando vi Thanos pela primeira vez, na cena pós-créditos do primeiro Vingadores. Ver os heróis todos juntos na telona, lutando contra o vilão, era um dos meus sonhos de infância. E claro, a expectativa para a conclusão só aumentou depois de Guerra Infinita, já que esse fora incrível. Agora, pensem na decepção quando o filme que deveria ser o ápice de tudo que fora construído é uma grande pilha de merda, com mais furos de roteiros que um queijo suíço.

Poisé. E ainda tive que ouvir coisas como “isso aí é inveja de decenete”, hahaha. “Você não entende nada, fanboyzinho de merda”. Fanboy? FANBOY, EU??? Cara, fanboy é uma raça chata demais, que come qualquer merda que vier com o selo “Marvel” estampado, mesmo que tenha incoerências gritantes, dando tapas na cara dos imbecis, chamando o público de um bando de burros. Fanboy. Pufff.

Fanboy é aquela raça fanática. São os fãs de Guns na música, de Star Wars no cinema, do Bolsonaro na política. Acham que aquela coisa que eles adoram é o melhor que já inventaram e ai de você se você fizer uma crítica racional. Você é invejoso, não entende nada, só quer falar mal daquela merda que eles tanto amam. Mas estou divagando.

Como eu faria melhor? Bem, eu não usaria viagem no tempo e nem daria o salto de 5 anos, pode ter certeza. Esse artifício preguiçoso não foi preciso nos quadrinhos e mexer com viagem no tempo só causa mais problemas a serem resolvidos. Não, iria por outro caminho.

Digamos, a equipe do Capitão está com sede de sangue, isso é óbvio, então meio que não dá pra evitar o fato deles se organizarem numa missão suicida. Assim como no filme original, Rocket consegue rastrear a energia das jóias e localiza o paradeiro de Thanos. Nesse ponto, porém, a Capitã surgiria com uma ideia e pede para que eles aguardem, pois ela sabe de algo que pode ser útil na batalha. Isso faria muito mais sentido e coerente com a personalidade dela do que a postura “eu sou a fodona, sou mais poderosa do que todos vocês juntos e vou peitar Thanos no mano a mano”.

Capitão não faz promessas, mas lhe dá algum tempo enquanto eles se preparam para a batalha. Ele vai atrás de Pepper para pegar o escudo de volta. Banner resolve seus problemas com o Hulk, Thor convoca os asgardianos sobreviventes a se juntarem a eles, Viúva vai atrás do Gavião e por aí vai. Banner também consegue fazer uso da tecnologia de Wakanda para trazer o Visão de volta, com seu visual pálido.

Thanos, no Jardim, está prestes a destruir as jóias, mas é impedido pelo “Stonekeeper”, aquele Espectro que o Caveira Vermelha se tornou, com a missão de proteger a Jóia da Alma. Uma vez que ele conseguira cumprir a missão de ajudar alguém a conseguir a jóia, estaria livre de sua maldição e, portanto, retomaria a velha cobiça de conseguir as jóias para si.

Esse Espectro, portanto, faria o papel que Mefisto faz no quadrinho original, sussurrando no ouvido de Thanos, tentando manipulá-lo, bancando o conselheiro, esperando por uma oportunidade para roubar a manopla para si. Ele afirma que os heróis estão vindo e que ele deve se preparar para a verdadeira batalha, se não quiser que seu trabalho seja desfeito.

No espaço, Nova está a caminho de Titã para procurar pistas de Thanos após descobrir o que ele fez em Xandar e acaba topando com o sinal de socorro de Stark e Nebulosa. Quando os três trocam figurinhas, Nova bola um plano e os ajuda a chegar no planeta dos Sovereign (a raça de homens dourados do Guardiões 2 – vocês já sabem onde isso vai dar).

Os Sovereign, a essa altura, são governados por Ayesha, mas ela tem Adam Warlock a seu lado. Eles possuem profundo conhecimento do reino quântico e fazem uso desse conhecimento para viajar a qualquer ponto do Universo em um instante – o que faz muito mais sentido do que viajar no tempo, já que, lembrem-se, Janet passou anos lá e envelheceu na mesma proporção.

Capitã Marvel já está lá para lhes pedir um favor, quanto Nova, Stark e Nebulosa chegam. Conversando, Nova e Capitã percebem que tiveram a mesma ideia: pedir uma audiência com o Tribunal Vivo, o ser que rege as regras de todo o Universo. Quando eles viajam para a dimensão do Tribunal, Scott, no microverso, percebe a abertura de um portal, mas ele se fecha antes que ele possa alcança-lo.

A Capitã faz seu argumento para que o Tribunal destrua as jóias. Warlock, que acima de tudo defende o equilíbrio das coisas, acaba argumentando em favor de que o Tribunal não tome partido. Depois de uma discussão acirrada, o Tribunal concorda em impedir que as jóias trabalham em uníssono, por 24 horas (ideia chupinhada da HQ, para quem não leu).

Thanos, a essa altura, influenciado pelo Espectro, constrói uma fortaleza para si, digna de um deus, e passa a criar vida naquele planeta. Com a jóia do tempo ele acelera a evolução, criando uma civilização inteira da noite para o dia. Também cria uma nova Ordem Negra no lugar daqueles que morreram (ou traz eles de volta, whatever), mas de repente seria legal ter uns pesos-pesados como Terrax ou Senhor do Fogo do lado dele, para a batalha final. Mas aqui acho que pegaria a questão de direitos, já que eles são personagens do Quarteto, e também não sei se inserir eles aqui não ficaria muito com cara de fanfic.

Nesse meio tempo, Stark e Nebulosa conversam e ele explica que não entende por que o Dr. Estranho entregara a jóia do tempo a Thanos. Nebulosa para um pouco para pensar e tem uma ideia: que Stark modifique seu braço para suportar a energia das jóias. Talvez seja essa a chance de 1 em 14 milhões. Somente Stark poderia fazê-lo e por isso Estranho o deixou vivo.

Capitã, Nova e Warlock retornam de sua audiência e, dessa vez, Scott consegue “pegar carona” e sair do reino quântico. O tempo é curto e eles apressam-se para se preparar para o confronto com Thanos. Warlock não quer se envolver, ele conseguiu desenvolver uma sociedade pacífica e equilibrada ao lado de Ayesha, mas a Capitã consegue convencê-lo, afirmando que Thanos não tardará a desfazer o equilíbrio que ele tanto preza. Relutante, ele decide acompanha-los, mas como mero espectador.

A essa altura, a equipe do Capitão – Thor, Viúva Negra, Hulk, Máquina de Combate, Visão e Gavião Arqueiro – junto com os asgardianos e wakandianos sobreviventes sobem em uma nave de Wakanda para ir até o planeta de Thanos. Eles atacam, pois já havia vencido o prazo que Rogers dera à Capitã. Thanos decide “brincar” com eles enquanto o Espectro só assiste a batalha dos heróis contra o titã e dos asgardianos e wakandianos contra o seu exército.

Em certo ponto, no entanto, Thanos percebe que as jóias perderam suas propriedades e pede ajuda de sua Ordem. Um a um, os heróis vão tombando – exceto o Gavião, que consegue escapar – até sobrar apenas ele o Capitão. O Espectro convence Thanos a não mata-lo. Ao invés disso, mantem ele como prisioneiro para tortura-lo e servir de exemplo a quem quer que ouse desafiá-lo.

Quanto Stark e os demais chegam, está quase findado o tempo para que a manopla volte a funcionar. O Gavião faz contato e consegue guia-los pela fortaleza para que eles libertem o Capitão. Uma armadilha, na verdade, para que Thanos aprisionasse o resto dos heróis, inclusive a Capitã.

No entanto, Nebulosa não estava entre eles. Ela esgueirou-se por outro caminho e agora consegue usar o rompe-tormentas – que Thanos pegara do corpo do Thor como um espólio – para cortar-lhe o braço e roubar a manopla, no exato momento em que as jóias voltam a trabalhar em uníssono. É ela quem, assim como no quadrinho, acaba trazendo todo mundo de volta. Porém, Espectro a ataca por trás, matando-a e pegando a manopla para si.

Antes que os heróis possam fazer alguma coisa, o Espectro para o tempo. Ele traz todo mundo que morrera nos 10 anos de MCU de volta, sob seu comando. Isso inclui Hela, Ronan, os asgardianos e tantos outros – inclusive a equipe do Capitão que acabara de tombar – exceto os que morreram com o estalo de Thanos na Guerra Infinita e que agora estão de volta.

Ele aprisiona Thanos e sua Ordem, sabendo que não pode confiar neles, e usa a jóia do tempo para envelhecer o Capitão, afirmando que aquilo fica mais adequado para um homem de sua idade. Ele então deixa o tempo correr, apenas para divertir-se vendo os heróis batalharem contra si mesmos e o Capitão, impotente, não podendo fazer nada a respeito. Warlock, percebendo que Espectro afetará o equilíbrio cósmico, decide finalmente se envolver e bola um plano junto com a Capitã para pegar a manopla de volta.

A batalha se organiza em vários núcleos. Falcão e Soldado Invernal x Visão, Homem de Ferro x Máquina de Combate, Grott x Rocket, Gavião x Viúva e por aí vai. Strange e o Aranha tentam frear o Hulk que, completamente irracional, causa vários estragos do lado dos heróis. Sem outra alternativa, o Doutor manda o Hulk para a encruzilhada (entendedores entenderão). Depois, os dois se juntam a Valquíria contra Thor, Loki e os asgardianos.

Enquanto isso, Warlock convence a Capitã a libertar Thanos e sua Ordem. Eles causarão a distração necessária no Espectro para que eles recuperem a manopla. Scott e Vespa se encarregam da missão, enquanto Starlord, Drax, Mantis, Capitã, Nova, Feiticeira e Pantera Negra vão para cima de Espectro.

Em certo ponto, Warlock chama por Stark. Ele tem outra missão para ele, a mais importante de todas. Usando o portal quântico, ele o envia a um lugar esquecido do Universo. O lugar onde os Celestiais descansam em seu sono final. Warlock sabe que apenas Stark poderia ter o conhecimento necessário para… se tornar um Celestial.

A batalha continua, mas mesmo os mais poderosos não tem chance contra o Espectro, que se diverte derrotando-os. Finalmente, o Celestial Stark surge e, sem muito esforço, consegue derrotar o Espectro e desintegrá-lo.  

Fica aquele manopla pra cá, manopla pra lá, até que ela acaba nas mãos de Warlock. A batalha se encerra, tudo que acontecera é desfeito – exceto para Stark, que junta-se aos demais Celestiais – e Warlock conserva a manopla. Decide, no entanto, pedir para que o Tribunal Vivo mantenha a decisão de que as jóias não mais possam trabalhar em uníssono perpetuamente. Ele fica com a jóia da alma para si e espalha as demais para 5 outros guardiões, em segredo. Thanos é aprisionado em Xandar por seus crimes contra o universo. Eu não mataria um vilão tão foda, hehehe.

No mais, teríamos um desfecho parecido. Capitão passa o escudo para Sam. Valkíria assume o trono de Asgard. Thor e Nova se juntam aos Guardiões. Os heróis homenageiam Stark, que não mais está entre eles. 

Ok, é uma solução que precisaria ainda ser mais lapidada tem muita coisa ainda que pode ser melhorada, mas eu faria algo mais ou menos nessa linha. Sem soluções fáceis, homenageando o quadrinho original e muito mais coerente. Espero ter respondido.

É claro, se você não gostou, tem sempre a versão dos caras do HOW IT SHOULD HAVE ENDED…

 

 

6 comentários em “Ultimato: faz melhor, então

  1. Uiaaaaaa! Com certeza seria um filme melhor do que assistimos, com certeza você nos trouxe um ótimo enredo e grandes ideias! O Ultimato foi realmente um final péssimo e preguiçoso para um universo coeso e de tantas boas ideias.
    Algumas lapidadas que eu daria:

    * Colocaria mais apelo emocional no começo do filme, colocando videos das pessoas mostrando realmente como o mundo estava após o estalo (mais ou menos como terminou o primeiro filme dos vingadores, com videos das pessoas, só que desta vez não com sinal de esperança, e sim de luto)

    * Aproveitando o apelo emocional, general Ross e Pepper em nome das pessoas indo levar até o Cap o escudo num sinal de redenção por guerra civil

    * Eu tiraria a idéia do Hulk fazer as pazes com o Hulk, eu faria com que a “entidade” Hulk tivesse morrido com o estalo dentro do Banner, e sobrasse o Banner com o poder diluido do Hulk, formando o Hulk cinza

    * Ótima idéia do Espectro no lugar do Mefisto, do Warlock e tudo mais!!!

    * Quando Thanos precisa criar a fortaleza, ele precisa da ajuda e vai atrás de um acordo com “seu irmão” Evolucionário, que ganha para si a jóia do tempo para criar novos seres e evoluí-los, ganhando a nova alcunha de “ALTO EVOLUCIONÁRIO”

    * Stark quando virasse um celestial, teria que perder a consciência de ser humano, algo como uma evolução clichê que sempre vemos nos filmes, e a roupa dele poderia parecer mais com o Iron Man do espaço que fez parte dos Guardiões nos quadrinhos

    * Na batalha final mataria de vez o Maquina de Combate, Viuva, Okoye, Valkiria e Gamora (isto seria o estopim para Thanos entrar com força na briga, afinal, rever sua filha e a ver morrer de novo o deixaria puto)

    * Na cena onde o Espectro trouxe todos de volta, volta a entidade Hulk verde com parte do poder Hulk, porém toda irracional para enfrentar o resto dos heróis e fazer um mano a mano com o Hulk cinza. Ao fim da luta, como ambas as partes não se resolvem, ambas são enviadas para a encruzilhada. E pensando num futuro distante, um próximo filme do Hulk trazia a paz e a junção novamente dos 2, entendendo que um não é nada sem o outro, e o nascimento do Hulk Inteligente dos quadrinhos S2

    * Alto Evolucionário utiliza a jóia do tempo do final para ir para algum lugar e em alguma época, tentaria mostrar essa ida a alguma coisa que lembrasse Kang, que estaria enfurecido como o tempo foi usado de forma tão irresponsável num futuro filme S2

    * Ao final do filme, cena extra, deixaria o que está por vir mais ameaçador do que foi, afinal, o Thanos já era a maior ameaça que eles tiveram, porém eles tem que saber que existe algo maior ainda. Os eternos conversam entre si, falando a esse evento catastrófico da manopla de trazer tudo de volta juntou varios universos (aqui daria entrada x-men, quarteto, …), e que esses universos extras tem que ser eliminados novamente e so tem um ser que pode executar essa tarefa, e que esta na hora de acorda-lo pois ele esta com fome S2

    1. Legais suas ideias tbm. A questão do apelo emocional seria melhor trabalhada no roteiro, por isso não entrei em maiores detalhes nessa parte. Mas a ideia é o Stark perder sua consciência, sim, tornando-se Celestial. Sobre os outros comentários:
      * Gamora não voltaria, não tem como, ela está presa à Jóia da Alma. E não faz muito sentido matar mais personagens na batalha final, pois o Warlock poderia trazê-los de volta logo depois.
      * Do Hulk, sei lá, é complicado, o Hulk verde inteligente é uma das minhas fases preferidas nos quadrinhos, mas não teve grande aceitação pelo público em Ultimato. Realmente não sei que destino eu daria para o Hulk, talvez a versão cinza que você tinha mencionado.
      * Não colocaria Alto Evolucionário, Eternos ou quaisquer outros personagens que não foram apresentados antes. Warlock e Nova são exceção pois o conceito deles já havia sido introduzido nos filmes anteriores. Já tem personagem pra porra nesse filme, não há porque inflacionar ainda mais, lembrando que a fanboyzice foi o grande problema no filme original.
      No mais é isso, valeus!!!

  2. EU PRECISO TE ENALTECER AQUI,
    cara, eu juro que não consegui gostar desse filme e fui muito julgado, quando vi sua crítica denim ano atrás eu concordei demais e agora vendo isso percebo o quanto ainda existem pessoas sensatas que não aceitam esse roteiro muito feito nas coxas e completamente repleto de conveniências ao invés de algo bem pensado e bolado!
    Amei tudo que você escreveu! Se o filme fosse assim eu tenho certeza que estaria tranquilo e enalteceria como muitos enalteceram a versão bosta que foi a que vimos no cinema!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s