Por que eu tô puto com Vingadores: Ultimato (spoilers pra caralho)

Breve resenha opinativa do filme do momento, recheada de spoilers, então, só leia se você já viu o filme. Teje avisado.

Primeiramente, vamos esclarecer uma coisa: eu estava empolgado pra cacete por esse filme. Não sou um desses fanboys xiitas que querem ver o quadrinho ipisis litteris na telona. Eu comecei a ler quadrinhos de herói em 1993 e quando conheci o Thanos, lá por 95/96, ele imediatamente se tornou meu vilão favorito.

Você pode imaginar, portanto, minha expectativa quando o ele deu as caras pela primeira vez no MCU nas cenas pós-creditos do primeiro Vingadores, lá em 2012.

“Caralho, imagine no último filme, todos os heróis indo pra cima dele”, pensava eu. E a cada filme em que aparecia uma nova jóia do infinito, a expectativa só aumentava.

Chorei ao ver Guerra Infinita. Eu simplesmente não podia acreditar que havia vivido para ver na tela do cinema todas aquelas emoções. A conclusão, portanto, não poderia ser nada menos que excepcional.

Só havia um detalhe. Após Guerra Infinita, pipocaram teorias sobre o que seria Ultimato e duas chamaram atenção: viagem no tempo e/ou reboot. Pensei na hora, se uma dessas acontecer, eu vou ficar puto. Pelo simples fato de que são soluções óbvias e preguiçosas.

Dito e feito. O filme começa empolgante, com eles buscando vingança, mas me pareceu estranho que já de imediato eles soubessem onde Thanos estava. E quando Thor o mata, meu sangue gelou. Pois aí a possibilidade de viagem no tempo, se antes eu estava negando com todas as minhas forças, agora gritava na forma de um neón em plena Times Square.

E quando Scott ressurge com sua teoria, meus piores temores se confirmaram. “Não, não, não”, eu só repetia na minha mente, enquanto o inevitável acontecia. Oh, Odin, viagem no tempo? Sério mesmo? De todas as soluções preguiçosas que podiam adotar, vai mesmo ser essa?

E assim vai. O filme segue copiando De Volta para o Futuro, querendo fazer homenagem a seus próprios filmes, em cenas arrastadas, forçadas, sem emoção alguma, querendo apelar pra nostalgia da galera. E o povo vibra.

Veja a diferença entre a cena da jóia da alma em Guerra Infinita e Ultimato. No primeiro, emoção pura. Chorei quando Thanos sacrificou a Gamora. Sério mesmo, que puta cena foda. Agora, Gavião e Viúva lutando pra ver quem vai se sacrificar? Serião? O próprio Caveira fala que não funciona assim. É você quem deve se desapegar de algo que ama, não apenas assistir a um sacrifício voluntário de um amigo.

Mas ok, vamos em frente. Começam então o festival de lambanças pelo passado (por que a essa altura já não adianta lutar contra viagem no tempo, vamos aceitar e ver no que dá). Thor, completamente ridículo com sua pança e atitude escrota, rouba o martelo de seu “eu” passado antes de voltar ao presente, ignorando o fato de que ele ainda precisaria do mesmo para dar sequência aos eventos de Thor 2 e do que se passa entre esse e Ragnarok (outro filme detestável, mas não vem ao caso).

Cap e Tony vêem Loki fugindo com o Tessaract, mas tocam o foda-se: “Ah, pau no cu do Loki. Vamos voltar mais no tempo e pegar o Tessaract antes.” Simples, não?

Ou seja, cagaram para os temores da Anciã de foder com a realidade dela. Mas beleza, duas horas de cenas forçadas e arrastadas depois, vamos em frente. Não vou nem comentar as cenas forçação de barra querendo ser melodramáticas. Nesse ponto eu só estou querendo que passe logo isso e que eles recuperem as jóias para ver o que acontece.

E quando eles voltam ao presente, nessa hora é que o filme começa. “Porra, agora vai! Vamo lá!”, pensava eu. Mano… é uma sequência pior que a outra.

Ok, dou meu braço a torcer pra Nebulosa, que tem importância vital no filme, como era esperado. Não fosse ela, Thanos não saberia do plano dos heróis e não sairia de sua linha temporal (vai anotando essa incongruência, junto com as que eu já mencionei). 

Aí, beleza. Eles estão da posse da manopla, revertem o baguio e só tem que devolver as jóias ao passado e vencer Thanos. A cena em que chegam todos os heróis, puta que o pariu, quase me mijei. Era isso, porra, era isso que eu queria ver. Foda-se o que aconteceu até aqui, eu até posso ignorar, se tiver um desfecho decente.

Aí começa aquela pataguada de levar a manopla até o furgão. PUTA QUE O PARIU, VOCÊS TEM A PORRA DA JÓIA DO ESPAÇO. ALGUÉM USA ESSA PORRA PRA SE TELEPORTAR ATÉ LÁ, PELO AMOR DE DEUS!!!!

Mas não. Fica aquela putaria durante meia hora. E a Capitã Marvel, que era pra ser a fodona do filme, NÃO FAZ PORRA DE DIFERENÇA NENHUMA NA TRAMA TODA. Pare e pense e você verá que é verdade. Ela só tá lá pra fazer a porra da cena pra deixar as feministas felizonas. A única diferença real dela no filme é salvar o Tony, que não é explicado, mas poderia muito bem ter sido o Thor no lugar. (E antes que falem, não, eu não sou Bolsominion, vai toma no cu, mas que cena gratuita e sem sentido.)

E depois de todo o empenho pra chegar no furgão, o Thanos fode a porra toda e eles são obrigados a usar a manopla. POR QUE CARALHO A CAPITÃ NÃO FEZ ISSO DESDE O COMEÇO, CARALHO?

Mas não, tem que ser o Tony Stark o fodão a se sacrificar. Puta personagem bosta, aliás. Não sei por que enaltecem esse FDP que, diga-se de passagem, não manja porra nenhuma de física quântica, mas mesmo assim resolveu o problema da viagem no tempo.

Faria muito mais sentido se fosse Shuri (a irmã do Pantera), e muito mais legal do que a cena feminista totalmente gratuita, inserida no filme só pra levantar bandeira. Ah, mano, sério, desnecessário.

E nem me deixem começar com o Capitão usando o Mjolnir. Sim, acontece em alguns quadrinhos, mas pare um pouco pra pensar e você vai concordar que são os quadrinhos mais toscos.

Fora o fato de que em Vingadores 2 ele tinha tentado e não conseguiu. O que mudou? Se tivesse rolado alguma cena antes, ou até em outro filme, eu até engolia, por mais que fosse continuar achando tosco. Mas da forma que foi feito, Deus ex Machina total (pra quem não sabe o que é: uma solução apresentada totalmente fora da realidade da trama e que chega do nada para resolver o problema. O termo vem do antigo teatro grego, onde os deuses sempre surgiam no final das peças para resolverem o problema, muito embora nunca tivessem feito parte da trama).

Agora eu quero voltar na questão da viagem no tempo. Ainda que aceitemos a hipótese do Hulk de que, uma vez que você volta, seu passado se torna o futuro, não dá pra ignorar o fato de que, como a Anciã previu, eles simplesmente foderam a outra realidade inteira.

Pense. Mesmo o Cap retornando as jóias, o Loki tá com o Tessaract, Thanos, Nebulosa, Gamora e mais uma porrada de nego já não estão mais no passado e sabe-se lá quais consequências isso teria pra realidade que ficou pra trás. Mas… foda-se, certo? O importante é matar o Thanos e ter cenas épicas e frases de efeito. “I am Iron Man”. Ah, pau no seu cu.

Só um detalhe. Se aceitarmos a hipótese do Hulk de que eles criaram outra realidade interferindo no passado, o Cap não apareceria velho, na mesma realidade, no final do filme. E se discordamos, então a Nebulosa teria morrido no instante em que atirou no “eu” dela do passado (só para exemplificar uma das consequências). 

Ou seja, o filme não é coerente em si. É aí volto no começo do texto e explico o meu temor deles usarem viagem no tempo. Solução porca, preguiçosa e que gera um monte de incoerências.

É uma pena. Poderia ter sido o filme mais épico de todos os tempos, a conclusão de mais de uma década de planejamento. Mas vou ter que me contentar com Guerra Infinita.

E pra fechar: nunca mais vou numa pré-estreia na minha vida. Bando de fanboy chato para um caralho, batendo palma pra telão e vibrando ao mesmo tempo em que eu queria morrer de vergonha. A cereja no bolo foi uma menina atrás de mim que suspirava e fazia comentários idiotas a cada 5 mim. Já na cena de abertura, galera suspirando ao ver a família do Gavião sumir e eu tava, tipo “Sério, gente? Sério mesmo que vocês não sabiam que isso ia acontecer? Que porra de filme vocês vieram ver, caralho”?

Ah, mano, tô muito puto ainda. Juro que eu não queria estar. Juro que eu queria estar empolgado como o resto de vocês e dizendo “é isso, esse era o filme que eu queria e já posso morrer feliz”. Mas, desculpem, não foi esse o caso. Passou bem longe. Bem longe MESMO.

### UPDATE ###

  1. O maior herói do filme é o RATO.
  2.  Capitã Marvel está para Ultimato assim como Indiana Jones está para Caçadores da Arca Perdida.
  3.  Galera hoje em dia se importa muito mais com lacração do que com uma boa história.
  4. Guerra Infinita é infinitamente mais emocionante. 
  5.  Cada um tem sua opinião, respeite a dos outros. E a sua tá errada.

 

### UPDATE 2 ###

Recentemente Joe Russo respondeu em entrevista alguns desses furos. Algumas respostas convincentes, outras nem tanto e o Ei, Nerd fez um vídeo muito bom comentando, aqui.

 

Anúncios

6 comentários sobre “Por que eu tô puto com Vingadores: Ultimato (spoilers pra caralho)

  1. João Paulo

    Mano , cê q é fresco pra caralho e tah criticando o filme atoa … Vingadores Ultimato foi o melhor filme possível para o desfecho da franquia vingadores , se vc não gostou e quer q tudo fique igual aos quadrinhos , vai lá e refaz o filme , seu arrombado de merda !!!

    1. Léo Melo

      Em que momento eu falei que tinha que ficar igual aos quadrinhos? Você é burro ou não sabe ler? Se não gostou da crítica então rebata meus argumentos e vamos fazer um debate construtivo. Agora só me xingar e dizer “Ai, como você é chato, bobo e feio, esse é o melhor filme da minha vida e quero dar meu cu pra Marvel” é pura fanboyzice.

    2. Mamãe ainda te compra cueca da marvel? A questão não é que ficou igual diferente dos quadrinhos.. é um filme comercial, filme burro e que não está nem aí pro que já havia sido estabelecido nos outros 22 filmes. E felizmente não fazemos parte destes trouxas que vão lá e ficam molhadinhos de ver cenas lindas de lutinha.

  2. lenon ribeiro de oliveira

    E eu achando que so eu tinha visto esse tanto de incoerência no filme . Compartilho com a sua indignação cara . O problema é que esses fam boys vão morrer sem entender nem o básico do que significa viagem no tempo . O diretor msm disse que tocou o foda se com o Cap só queria um final bonito pra ele , e esses idiotas idolatrando um contexto mixuruca desse , lamentável .

  3. PABLO PAZ DUARTE

    Finalmente alguém que não se contenta com qualquer merda, concordo com tudo e o Hulk ficou bosta também.

    1. Léo Melo

      Valeu aos que apoiaram o post. O que mais indigna é que tinha tudo para ser o filme mais épico de todos os tempos, mas cagaram no pau bonito.

Deixe uma resposta