Quadrinhópole Especial: Ficção Científica

A oitava edição da Quadrinhópole, de 2009, trouxe um especial de FC com as seguintes histórias:

Bifurcador de Realidades
No futuro, um aparelho é capaz de lhe mostrar as diferentes realidades possíveis em momentos de difícil decisão. Por Daniel Esteves e Samuel Bono.

A Humana Perfeita
Ele era apenas um robô como tantos outros, até descobrir o sentimento humano conhecido como… paixão. Por Ana Recalde e Mário Cau.

Paradoxo Temporal
Um experimento que revolucionaria a ciência ameaça despedaçar todo o espaço-tempo contínuo! Por Leonardo Melo e Antônio Éder.

Miniaturização
Eles foram encolhidos para resolver o problema da superpopulação. Agora, o primeiro visitante de lá chega no velho mundo real. Por Plínio Filho, André Caliman e Flávio Ramos.

Oxitocinax
Precisando de dinheiro, um ciborgue decide experimentar uma nova droga que simula emoções humanas. E é aí que começam seus problemas. Por Edu Mendes e Laudo.

Confira todas elas na íntegra agora mesmo!

DICA: Você pode aumentar/diminuir o zoom da sua tela ao segurar a tecla “CTRL” e rolar o botão do meio de seu mouse.

 

Anúncios

O Sopro do Gjallarhorn: o primeiro romance sci-fi ambientado no sistema TRAPPIST-1

Pois é. Esse negócio de escrever só roteiros de quadrinhos já está meio enchendo o saco. Resolvi, então, começar a arriscar na área de literatura de ficção científica, um de meus temas favoritos. E a melhor parte? Eu não dependo de desenhista! Ou seja, só posso culpar a mim mesmo pelos atrasos. Mas vamos lá, quero falar um pouco sobre esse meu novo projeto para ver se vocês se interessam.

Continuar lendo “O Sopro do Gjallarhorn: o primeiro romance sci-fi ambientado no sistema TRAPPIST-1”

Spoilers sobre Battlestar Galactica

Então, pequeno gafanhoto, quer dizer que você terminou de assistir Battlestar Galactica e não entendeu nada? Ou então, ficou putinho porque ainda tem pontas soltas no final da série? Calma, não precisa esbravejar. Vamos recapitular tudo do começo, sim? É claro que, como o título do post já diz, este texto é direcionado a quem já viu a série e gosta de discutir sobre.