Gunpowder

Série da BBC que passou meio despercebida ano passado, “Gunpowder” conta a verdadeira história de Guy Fawkes (aquele cara que serviu de inspiração para a máscara de “V de Vingança”).

Com apenas 3 episódios, a série é estrelada por Kit “Jon Snow” Harington, que ao contrário do que se possa imaginar, não interpreta Fawkes, mas sim Robert Catesby, o cabeça da “conspiração da pólvora”, que contava com oito traidores do trono, incluindo Fawkes.

A história se passa na Inglaterra de 1604, quando o rei protestante James I sentava no trono e fazia rígida perseguição aos católicos. Catesby, católico fervoroso, tramou a morte do rei e conseguiu convencer alguns aliados a ajuda-lo com o plano de explodir o parlamento fazendo uso de pólvora (daí o nome da série e da conspiração, já que “gunpowder” significa “pólvora”, em inglês).

Na época, o protestantismo ainda estava em estágios iniciais e se mostrava bastante similar à época da inquisição da igreja católica. Por isso, não era rara a tortura e desmembramento de fiéis católicos, que eram perseguidos, presos, torturados e executados, já que sua religião era considerada crime. Isso é mostrado logo no começo do primeiro episódio, no qual Catesby tenta desesperadamente esconder um amigo padre.

Sabendo que representa um problema, as autoridades passam a persegui-lo e Catesby reúne alguns amigos para ir até a Espanha pedir ajuda, a qual é recusada. É então que ele conhece Guy Fawkes, que então usava o pseudônimo de John Johnson. Fawkes acabaria encarregado de cuidar da pólvora enquanto os demais pretendiam reunir um exército para dar o golpe. Contudo, Fawkes acabou sendo descoberto e preso.

Diferente da série, em que Catesby e os demais tombam lutando, os demais conspiradores seguiriam o mesmo destino de seu companheiro e seriam julgados, torturados e executados. Fawkes, com a corda no pescoço, ainda conseguiria saltar para a morte para evitar a humilhação do julgamento público.

Apesar de ser bem interessante do ponto de vista histórico, a série é um tanto quanto arrastada, podendo ser facilmente abreviada em um filme de 2 horas. Ainda assim, é legal ver o Kit Harington interpretando outro personagem. Por sinal, mandou muito bem.

Como se sabe, o episódio da conspiração da pólvora é “celebrado” todos os anos na Inglaterra, na data de 5 de novembro, onde há desfiles com bonecos de Guy Fawkes que são espancados e queimados. Tal fato serviu de inspiração para Alan Moore e David Lloyd criarem a hq “V de Vingança”, no qual um vigilante com a máscara de Fawkes tenta derrubar um regime fascista em uma Londres distópica.

A hq ganhou uma adaptação para o cinema em 2005, o que ajudou a propagar o mito e hoje, a máscara virou símbolo de luta contra a corrupção e a opressão política, sendo usada por grupos como “anonymous” e muitos outros. Com certeza influenciou muitos dos quadrinhos brasileiros que abordam o tema.

Catesby e Fawkes podem ter falhado em sua conspiração, mas com certeza atingiram um objetivo muito maior.

Anúncios

Deixe uma resposta