O novo Aranha: sobre o filme e o jogo

Quem me conhece sabe que eu já fui um vã ardoroso do herói aracnídeo. Sim, fui, pois depois de sucessivas reviravoltas do personagem que a Marvel insistia em fazer e não levavam a lugar algum (exceto ao desrespeito ao leitor), decidi parar. E parece que esse desrespeito não se limita mais apenas aos quadrinhos, mas ao cinema também.
Anúncios