Spider Jerusalem mode on

Nesse fim de semana fui almoçar num destes templos do mundo moderno, onde famílias quase felizes se entopem com qualquer coisa que venha de uma franquia de logos coloridas e bebem câncer líquido (vulgo coca-cola zero).
Ocorre que sempre esqueço de acessar a nota mental que fiz: “Não vá almoçar no shopping perto do horário de almoço”. Só lembro quando já estou lá, uma vez mais vendo mesas lotadas e gente idiota como eu com a bandeja na mão procurando por um lugar para sentar, mas com medo de pedir ao estranho que tem 4 assentos livres em sua mesa que compartilhe um deles.
Mas o que me deixa REALMENTE PUTO é o comportamento de certas pessoas que acabaram sua saudável refeição diária: simplesmente saem da mesa e deixam suas bandejas para trás, como se elas fossem flutuar sozinhas até a lixeira mais próxima.

Continue lendo “Spider Jerusalem mode on”

Odeio viver na Era do Politicamente Correto

Não me entendam mal. Acho que nossa Era tem muitas coisas legais. Internet. Games com gráficos fodões. Filmes bons (apesar da mania de hollywood de produzir clichês, reboots e refilmagens desnecessárias, mas essa é outra história). Boas obras artísticas. Tecnologia acessível. Bares bacanas pra sentar e conversar com os amigos. Liberação sexual. Progressos científicos. E por aí vai.

Rendendo-me…

É, não dá mais.
Com a Marvel, parei faz tempo. Nem lembro quando foi a última vez que comprei uma revista da Panini. Não aguento mais nem folhear aquelas porcarias quando vejo na banca. É triste, já que eu era um dos muitos colecionadores assíduos. Sempre mantive a esperança de que as coisas fossem melhorar, desde o fim da Saga do Clone. Mas sempre foi de mal a pior. Então, chega uma hora que cansa. Roteiros, desenhos… tudo… tá tudo uma merda.

Continue lendo “Rendendo-me…”