Os Cavaleiros da Luz

Cavaleiro da Luz colorido

Os Cavaleiros da Luz foram fundados com o intuito de fomentar a rebelião na Bahia e, com isso, conseguir a liberdade do Brasil. O primeiro movimento que eles conseguiram organizar é o que hoje chamamos de “Conjuração Baiana”. Foi um fracasso. Um traidor entregou os revolucionários. Quatro homens foram enforcados para servirem de exemplo.

Luís Gonzaga das Virgens, soldado. Lucas Dantas de Amorim Torres, soldado. João de Deus do Nascimento, alfaiate. Manuel Faustino dos Santos, alfaiate. Os Cavaleiros da Luz continuaram, assim como os movimentos revolucionários. Mas não foi por causa deles que conseguimos nossa “liberdade”. Na verdade, nós ainda não conseguimos. Eu sou o Cavaleiro da Luz. E estou falando com você para que saiba que chegou o momento pelo qual esperamos há mais de 500 anos. Chegou a hora de dar um “basta” a esses governantes corruptos. Chegou a hora de retomarmos o nosso poder.

Sou brasileiro como todos vocês. E estou cansado. Cansado desses políticos corruptos que fazem o que bem entendem de nosso país sem o nosso consentimento. Cansado de tanta injustiça, tanta dor. Cansado de ver nossas crianças crescendo burras com um sistema falho de educação. Cansado de sempre estar em desvantagem por ser brasileiro. Cansado de ter de esperar na fila do SUS para ser atendido, sendo que tenho direito constitucional sobre isso.

Cansado de ver nossos velhos implorando para ganhar aquilo de que têm direito após uma vida inteira de trabalho honesto, ganhando 20 vezes menos que uns poucos que trabalharam nem metade disso e se aposentam bem antes. Cansado de trabalhar 8 horas por dia, ter que fazer algo de que não gosto, engolir sapos apenas para dar de comer à minha família. Cansado de ver todas as riquezas que temos e ainda sim, ser tão pobre. Cansado de saber que estamos perdendo a Amazônia aos poucos e nosso governo não faz nada. Cansado de ver a destruição do meio ambiente, de andar em ônibus, metrôs e trens vandalizados, ter que encarar muros pixados por onde ando, ao lado de outdoors, anúncios e propagandas que causam tamanha poluição visual, fazendo-me até esquecer como era uma bela árvore. Cansado de ver o povo todo idolatrando o futebol, o carnaval e as festas, enquanto nossas crianças morrem de fome e o caos em nossa volta ameaça nos engolir. Cansado de ser motivo de piada lá fora.

Estou cansado de tudo isso. Em 7 de Setembro de 1822, dizem que foi proclamada nossa “Independência”. Independência de quem? Continuamos atrelados a Portugal, à Inglaterra, aos Estados Unidos, a todo o mundo! Todas as lutas, todas, foram em vão. É claro, não posso culpá-los por não fazerem nada hoje e acomodarem-se em suas vidinhas medíocres. Mas no passado, nossos ancestrais lutaram bravamente para tentar nos libertar do jugo da tirania. Eles foram sufocados e morreram sem verem seus sonhos realizados. É por isso que nos esquecemos.

E é por isso que estou aqui. Para ajudá-los a lembrar.

De Beckman

Dos Emboabas

Dos Mascates

De Filipe dos Santos

De Tiradentes

Da Conjuração Baiana

Da Revolução Pernambucana

Da Cabanagem

Da Sabinada

Da Balaiada

Dos Farroupilhas

Eles não ficaram quietos! Por que nós deveríamos ficar? Já passou da hora de tomarmos o que é nosso! É por isso que venho conclamá-los para uma nova revolução! Desta vez, vamos tomar o poder e fazer as coisas direito!

Eu darei o estopim. O resto é com vocês.

Anúncios